Quais são os problemas de usar cerol em linha de pipa?

problemas de se utilizar cerol

Soltar pipas, apesar de ser uma brincadeira antiga, continua entre as preferidas de crianças, adolescentes e até adultos, principalmente em períodos de férias escolares.

No entanto, o brinquedo feito com varetas e papel fino se transforma em uma arma perigosa quando é empinada com cerol – mistura de vidro em pó com cola – ou linha chilena – óxido de alumínio e quartzo moído.

Criamos este post especialmente para conscientizar as pessoas sobre os riscos do uso do cerol ou outros materiais cortantes usados para empinar pipas. Além de causar mortes, deixa milhares de pessoas sem energia elétrica e muitas vezes sem internet.

Um dado da Companhia Energética de Minas Gerais revelou que apenas nos cinco primeiros meses deste ano, a brincadeira de soltar pipas foi responsável por 840 ocorrências de interrupção no fornecimento de energia elétrica, prejudicando 285 mil consumidores só em Minas Gerais.

De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, em média, uma vítima da linha cortante é atendida por dia na rede pública de saúde.

Além disso, aproximadamente um milhão de pessoas ficaram sem energia elétrica, em todo o estado, no decorrer do ano de 2016, devido a acidentes com a rede elétrica. E esse problema existe em todos os lugares, não somente em MG.

Quais os riscos de utilizar cerol?

Segundo o engenheiro eletricista, Demétrio Venício Aguiar, a maioria dos acidentes acontece quando o papagaio fica preso na rede elétrica e as crianças tentam retirá-lo utilizando materiais condutores, como pedaços de madeira ou barras metálicas.

O contato com a rede elétrica pode ser fatal para essas crianças, além do risco de rompimento do cabo, que pode atingir outras pessoas que estiverem passando no local.

Com o rompimento do cabo, muitas pessoas são prejudicas, uma vez que ficam sem energia elétrica e consequentemente sem internet.

A tecnologia de hoje permitiu que provedores de internet utilizassem internet de fibra óticas, mais rápidas e com menos falhas de rede. Só que muitas delas são prejudicadas quando a linha com o cerol corta os cabos.

Um exemplo disso aconteceu com a provedora de internet Talklink de Rio Claro – SP, na tarde de ontem. Uma linha de pipa rompeu o cabo de fibra óptica, prejudicando consumidores que precisam utilizar a internet.

fibra óptica rompida

Cabo de fibra óptica da provedora Talklink rompido por linha de pipa

É crime utilizar cerol?

No Estado de São Paulo, a Lei 10.017/98 proíbe a fabricação e a comercialização da mistura de cola e vidro moído utilizada nas linhas para pipas, sujeitando o estabelecimento infrator a advertência da autoridade competente e, no caso de reincidência, ao fechamento.

Ainda no Estado de São Paulo, foi promulgada a Lei 12.192/06 que proíbe o uso de cerol ou de qualquer produto semelhante que possa ser aplicado em linhas de papagaios ou pipas.

Empinar pipa com cerol É CRIME!

Existem conscientização sobre o uso do cerol?

No período de férias escolares, é comum ver o aumento no número de ocorrências dessa natureza. Para evitar situações de risco, por conta do uso do cerol, algumas entidades realizam campanhas permanentes de conscientização.

As ações consistem em monitoramento intensificado nas áreas de maior concentração de crianças e jovens. Os moradores também são orientados a registrar denúncias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *